Melhoria na análise da qualidade da água e eficiência na dosagem de produtos químico

Como podemos otimizar a análise da qualidade da água e dosagem de produtos químicos, bem como automatizar o registro integrado dos dados coletados de forma a alcançar as metas de qualidade da água e redução de custos?

Resumo

A Compesa realiza análise de qualidade da água e dosagem de produtos químicos nas suas 240 Estações de Tratamento de Água (ETAs). Assim como ocorre nas demais companhias de saneamento, alguns processos realizados pela Compesa são manuais e dependem dos operadores presenciais no local. 

Neste sentido, é um anseio da Compesa automatizar  os processos de análise de qualidade da água e dosagem de produtos químicos, obtendo dados cada vez mais confiáveis e que promovam redução dos gastos com materiais e cumprimento das metas de qualidade.

Quais os resultados esperados?

  • Redução do custo com produto químico buscando atendimento da meta do ICPQ (Índice de Custo com Produtos Químicos) que propõe 10% de redução em relação ao ano anterior;
  • Melhoria dos indicadores de qualidade buscando atendimentos da meta de 98% do IQAP (Índice de Qualidade da Água Produzida) e IQAD (Índice da Qualidade da Água Distribuída);
  • Redução do Registro de Atendimento (RA) relacionado às reclamações dos clientes sobre má qualidade da água;
  • Otimização do tempo dos responsáveis por gerenciar informações da ETA;
  • Redução na geração de resíduos/lodo de ETA;
  • Aumento da produção da ETA 
  • Redução de ajuste operacional, causando impacto positivo econômico (aumento de faturamento da água distribuída), melhoria da imagem da empresa (imprensa, redes sociais, etc.) e redução dos riscos judiciais (Ministério Público, Agência Reguladora, Procon, Prefeitura, Câmara de Vereadores, etc).